Menu fechado

Alga, alternativa de combustível

Alga, alternativa de combustível

Atualidades: Energias alternativas: o futuro pode vir do mar
"Alga ou gasolina, doutor?" 
 

Algas microscópicas podem virar o biocombustível número 1
do mundo – se alguns probleminhas técnicos saírem do caminho 
 
Nunca na história deste planeta se falou tanto em biodiesel. Os produtores da
soja brasileira, do óleo de dendê indonésio e de outras culturas agrícolas
salivam diante das perspectivas de transformar esse monte de matéria vegetal
nos combustíveis do futuro. Mas esses sonhos podem desmoronar diante de um
concorrente inusitado: as algas. Essa aposta está sendo feita por uma série de
empresas americanas de nomes mirabolantes, como Solix Biofuels e Solazyme. No
papel, a idéia mais que razoável: algumas espécies de algas verdes, seres de
uma célula só que funcionam basicamente como as plantas terrestres, são até
100 vezes mais produtivas que a soja, por exemplo. E botar as bichinhas para
crescer não requer prática nem tampouco habilidade: elas não precisam de
terra, só de água, luz e gás carbônico.

O óleo da célula delas pode ser transformado em biodiesel,
capaz de mover todo tipo de veículo e ainda ser usado para aquecer casas. A
alta eficiência de crescimento delas também significa que uma área
relativamente pequena seria suficiente para cultivá-las, em vez das vastas
lavouras de soja que hoje impulsionam o desmatamento na Amazônia. Resta saber,
porém, se vai dar para resolver os problemas que impedem a produção do
algadiesel em larga escala. É preciso achar o jeito certo de controlar o
crescimento das algas – se ele for rápido demais, umas acabam tapando a luz das
outras e enguiçam o processo. E também ainda é um problema extrair o óleo
das algas – é preciso usar métodos químicos, porque não dá para
simplesmente espremê-las, como se faz com as azeitonas. Em resumo, falta provar
que o algadiesel vai fazer tão bem ao bolso quanto pode fazer ao ambiente.

Produtividade 
 
Alga fornece 30 vezes mais combustível por metro quadrado
que a cana 

Milho – 170 litros por hectare*

Soja – 454 litros por hectare

Girassol – 965 litros por hectare

Óleo de dendê – 6 010 litros por hectare

Cana-de-açucar – 8 100 litros por hectare

Algas – 236 500 litros por hectare

* Um hectare equivale a 10 000 m2

Veja também: