Menu fechado

Aquecimento do Globo e Alternativas de Energias

Alternativas energéticas

Atualidades: Aquecimento global 

Série de debates promovidos pela Carta Maior com apoio da Petrobras chega ao Rio de Janeiro na terça-feira (4) para discutir o enfrentamento às mudanças climáticas e alternativas energéticas como os biocombustíveis. Os debatedores serão Luiz Pinguelli Rosa (Fórum de Mudanças Climáticas), Eduardo Bandeira de Mello (BNDES) e Mozart Schmitt (Petrobras).

É consenso entre os analistas da política internacional que 2019 será um ano fundamental para a definição do rumo que seguirá a humanidade no combate ao aquecimento global. Confrontados com a necessidade de alinhavar agora um acordo que permita às nações dar início à segunda fase do Protocolo de Quioto a partir de 2019, os líderes mundiais terão de se esforçar para harmonizar posições políticas em nome do bem comum.

Cada vez mais isolado, o governo dos Estados Unidos permanece firme em sua decisão de não aceitar assumir metas concretas de redução dos gases provocadores do efeito estufa se o mesmo não for feito pelos principais países emergentes, como China, Índia e Brasil. Estes, apesar de anunciarem planos ou metas internas de redução voluntária, não aceitam assumir obrigações globais. Evocam o princípio das “responsabilidades comuns, porém diferenciadas”, estabelecido em Quioto, e querem que os países mais ricos e industrializados assumam sua maior responsabilidade histórica pelo aquecimento em curso.

Em meio às discussões sobre o combate ao aquecimento global, a expansão de combustíveis não-fósseis, de origem agrícola, surge como principal alternativa energética em larga escala. Os chamados biocombustíveis têm no governo brasileiro o seu mais entusiasmado defensor, mas sua adoção ainda é objeto de polêmica em diversos fóruns e países. Enquanto as discussões evoluem em suas dimensões sociais e ecológicas, o Brasil, que tem potencial para se tornar o maior produtor de biocombustíveis do mundo, se prepara para assumir em breve papel de protagonista.

Para discutir esse complexo contexto, a série Debates Carta Maior, que conta com o apoio da Petrobras, levará ao Rio de Janeiro na próxima terça-feira (4) o debate “Aquecimento Global e Alternativas Energéticas”, que acontecerá a partir das 19 horas no Clube de Engenharia (Avenida Rio Branco, 124). Com mediação do jornalista Bernardo Kucinski, o evento terá como debatedores Luiz Pinguelli Rosa (Secretário-Executivo do Fórum Brasileiro sobre Mudanças Climáticas e Professor da Coppe/UFRJ), Eduardo Bandeira de Mello (Chefe do Departamento de Meio Ambiente do BNDES) e Mozart Schmitt (Gerente-Executivo de Desenvolvimento Energético da Petrobras).

Debate “Aquecimento Global e Alternativas Energéticas”
Terça-feira, 4 de março – Rio de Janeiro
Clube de Engenharia (Avenida Rio Branco, 124)
Horário: 19 horas

Por Redação Carta Maior

Veja também: