Menu fechado

MAUÁ na Super Fórmula 2.0

Instituição será responsável pela equalização e
manutenção dos motores; prova de abertura acontece dia 08 de março

>


 

O Instituto Mauá de Tecnologia estréia na
Super Fórmula 2.0,
a mais nova categoria  do mundo da
alta velocidade. Na última quarta-feira (18), a Mauá assinou contrato de
apoio ao evento com a Medrar, empresa idealizadora e promotora da competição. A
instituição de ensino, por meio do Centro de Pesquisas, ficará responsável pela
equalização e manutenção dos motores dos carros participantes. Posteriormente, a
Mauá executará, também, a conversão dos motores a gasolina para o combustível
etanol, um dos diferenciais dessa competição, que tem na sustentabilidade um de
seus principais alicerces. A competição substitui a Fórmula Renault, encerrada
em 2019.

 

A primeira prova da categoria Super
Fórmula 2.0
está marcada para o dia 08 de março no Autódromo de
Interlagos.  No total, serão dez etapas, todas disputadas em Interlagos. Depois
da equalização e da lacração dos motores, as equipes só poderão utilizar os
equipamentos nos treinos oficiais que antecedem cada prova.

 

O uso do etanol como
combustível oficial da competição promete atrair a atenção dos aficionados pela
alta velocidade, dentro e fora do País. “Iremos projetar a categoria
mundialmente por ser a única categoria de monopostos brasileira com tecnologia
 mundial  a correr com biocombustível proveniente  da cana-de-açúcar”, assinala
a organização. As primeiras etapas ainda serão disputadas com gasolina, mas
durante o campeonato será feita a conversão.


Sustentável – O Super Fórmula 2.0 comporá a programação do
Campeonato Paulista de Velocidade no Asfalto, passando a integrar o calendário
automobilístico paulista a partir de 2019. A expectativa dos organizadores é
realizar um campeonato de ponta no País, que atraia pilotos em busca de uma
evolução entre o Kart e o mundo da Fórmula 1. Além disso, os organizadores
esperam contribuir para a melhor formação de pilotos e profissionais de Box e
revelar novos talentos, uma tradição brasileira no mundo da velocidade. 

 


INSTITUTO MAUÁ DE TECNOLOGIA – IMT


 

O Instituto Mauá de Tecnologia – IMT é uma
entidade de direito privado, sem fins lucrativos, cujo objetivo principal é
promover o ensino técnico-científico, visando a formação de recursos humanos
altamente qualificados, que contribuam para o desenvolvimento socioeconômico do
País.

 

Fundado em 11 de dezembro de 1961, o IMT foi
autorizado pelo MEC, em janeiro de 2000, a criar seu Centro Universitário com
sede no Campus de São Caetano do Sul, onde são oferecidos os cursos de
graduação em Design do Produto, Engenharia e Tecnologia, além do programa de
Pós-graduação em Engenharia de Processos Industriais. Nesse Campus também
está instalado o Centro de Pesquisas, que por meio do desenvolvimento de
projetos de pesquisa, trabalhos orientados por professores e estágios,
complementa a formação dos alunos. No Campus de São Paulo estão a Escola
de Administração Mauá e o Centro de Educação Continuada em Engenharia e
Administração.

Veja também: