Menu fechado

Sonhar e fazer a diferença é possível

Sonhar e fazer a diferença é
possível, afirma piloto Klever Kolberg em palestra aos calouros da MAUÁ

 

Evento
integrou semana de atividades organizada para os novos alunos

 

É possível sonhar e realizar
algo grande, importante e, apesar da crise, fazer a diferença. Esse foi o recado
deixado pelo piloto do Raly Dakar, Klever Kolberg aos calouros do Instituto Mauá
de Tecnologia em duas palestras realizadas na última terça-feira (10), no campus
da instituição, em São Caetano do Sul. As palestras, realizadas em dois
períodos, pela manhã e à noite, integraram a programação da semana de atividades
organizada pela instituição para recepcionar os novos alunos.

 

A programação se estendeu até
a sexta-feira (13) e incluiu uma série de atividades que tinham como objetivo
inserir o aluno no contexto da área escolhida. Aos alunos do curso de Engenharia
foram propostas situações desafiadoras que necessitavam de certo nível de
abstração, embora o conteúdo exigisse a aplicação de conhecimentos da grade
curricular do Ensino Médio. Objetivando a construção de modelos matemáticos ou
lógicos, foram  apresentados aos estudantes problemas com grau crescente de
dificuldade; as atividades envolviam estimativas de distância, tempo e
orientação, além de conhecimentos de trigonometria básica.

 

As atividades direcionadas aos
alunos do curso de Design do Produto incluiam a apresentação do perfil dos
professores e dos cursos, estímulo à apresentação oral e trabalhos em grupo,
visando a integração dos colegas de turma, além de uma palestra com
profissionais e estudo de casos.

 

Os estudantes dos quatro
cursos Superiores de Tecnologia oferecidos pela Mauá também contaram com
palestras com temas variados como mercado de capitais e empreendedorismo no
setor de TI, além da participação de representantes do departamento de micro e
pequenas empresas da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp).

 

Desafios e oportunidades
– Em pouco menos de uma hora, o piloto Klever Kolberg contou um pouco de sua
trajetória até chegar ao mais famoso raly do mundo. Falou de desafios,
dificuldades, medo, motivação, mas principalmente sobre a necessidade de
planejamento para que os objetivos traçados sejam alcançados e sobre a
importância do trabalho em equipe. “Não tenho intenção de ensinar nada a
ninguém, não sou professor”, começou o engenheiro de produção, ao explicar à
platéia que o Raly Paris Dakar entrou na vida dele e do companheiro de equipe,
André Azevedo, como um sonho.

 

Lembrou que, de início, a
dupla foi considerada louca por tentar integrar o seleto grupo de corredores de
uma competição que até então não contava com nenhum brasileiro. Para viabilizar
a participação, tiveram de vender tudo o que tinham e, mesmo assim, faltaram
recursos para a preparação, treinamento, montagem de equipe, contou o piloto. O
desafio foi transformar as dificuldades em oportunidade. O pioneirismo era a
estratégia da equipe, mas ao mesmo tempo que significava oportunidade, “era
também a nossa dificuldade, pois não tínhamos experiência”, comentou.

 

Falando de forma clara e
direta, mostrou que sentimentos de medo e arrependimento também o acompanhavam,
assim como estão presentes na vida de todas as pessoas e, para confirmar o que
dizia, questionou os estudantes: “Vocês têm certeza de que estão fazendo a
escolha certa”? Apesar das dificuldades, desistir nunca passou pela cabeça de
ambos, afirmou, ressaltando que “quem desiste, nunca vence”.

 

Outra dica apresentada pelo
piloto durante a palestra realizada no Ginásio de Esportes da Mauá: aprenda com
os erros e planeje. “Há 21 anos fizemos três coisas importantes; sonhar, ir
atrás dos nossos sonhos e acreditar, pensar grande”, ressaltou Klever Kolberg,
finalizando sua palestra.

 

Os resultados de tanto
trabalho, persistência e dedicação, hoje, são visíveis. Em 21 participações no
Raly Dakar, a equipe contabiliza vários pódios, sendo seis como vencedor de uma
categoria. Além disso, é a única com representante nas três categorias da prova:
moto, carro e caminhão.

 


INSTITUTO MAUÁ DE TECNOLOGIA –
IMT

 

O Instituto Mauá de Tecnologia
– IMT é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, cujo objetivo
principal é promover o ensino técnico-científico, visando a formação de recursos
humanos altamente qualificados, que contribuam para o desenvolvimento
socioeconômico do País.

 

Fundado em 11 de dezembro de
1961, o IMT foi autorizado pelo MEC, em janeiro de 2000, a criar seu Centro
Universitário com sede no Campus de São Caetano do Sul, onde são
oferecidos os cursos de graduação em Design do Produto, Engenharia e Tecnologia,
além do programa de Pós-graduação em Engenharia de Processos Industriais. Nesse
Campus também está instalado o Centro de Pesquisas, que por meio do
desenvolvimento de projetos de pesquisa, trabalhos orientados por professores e
estágios, complementa a formação dos alunos. No Campus de São Paulo estão
a Escola de Administração Mauá e o Centro de Educação Continuada em Engenharia e
Administração.

Veja também: