Menu fechado

Interpretar corretamente as questões é a chave para se sair bem nas provas

Todos os anos, seja no primeiro ou no segundo semestre, o vestibular assombra os adolescentes. Embora na atualidade as instituições de ensino superior estejam sofisticando e ampliando as formas de ingresso dos estudantes na faculdade, o vestibular ainda é a maneira mais tradicional e comum de os jovens iniciarem um curso de graduação. 

Insegurança e ansiedade são maiores e até normais nesta forma de ingresso, já que a prova do vestibular é aplicada em uma condição mais tensa, com grande número de concorrentes. Todavia, as provas também estão cada vez mais bem elaboradas, primando pelo raciocínio e evitando o desgaste mental e até mesmo uma certa paranóia na memorização de fórmulas. Exigindo mais raciocínio do que memorização, os alunos devem ter calma na leitura das questões e uma boa capacidade de interpretação dos enunciados. Entendendo o problema, a solução é baseada em conceitos e não somente na aplicação de fórmulas. 

A dica é: leitura. Além da boa preparação nos assuntos específicos, o aluno deve nutrir o bom hábito da leitura, que o torna mais informado e com maior habilidade de interpretação e de escrita. Com boas leituras, o aluno avança em diferentes áreas, como a de Conhecimentos Gerais, Redação e até mesmo nas áreas de Biologia, Física, Química e Matemática, que exigem do aluno entendimento dos enunciados dos problemas. 

A prova do Inatel – As questões do vestibular do Inatel priorizam o raciocínio lógico, sem descartar a fórmula. As provas de Matemática e Física são mistas, com questões abertas e fechadas. As demais disciplinas têm provas objetivas. Há ainda a redação. 

Veja as provas dos dois últimos vestibulares. 

Avaliação Seriada e Enem – A dedicação durante o ensino médio pode facilitar o acesso à faculdade e livrar o candidato do estresse do vestibular tradicional. Muitas instituições de ensino superior já oferecem um programa de Avaliação Seriada que avalia o aluno do ensino médio anualmente. Ao final do terceiro ano, o aluno é analisado em função de três exames realizados ao longo do ensino médio. Este tipo de avaliação valoriza os estudantes que trabalham com empenho desde o primeiro ano e que já se conscientizaram de que a boa preparação é alcançada com trabalho permanente, e não somente com dedicação concentrada no final do último ano. 

Outra forma de ingresso é através da nota do ENEM. Muitas instituições reservam um percentual das vagas para disputa através das notas do resultado apresentado pelo candidato neste exame nacional. Em outros casos, a nota do ENEM se soma de forma proporcional ao resultado do vestibular. Alunos que obtêm um bom resultado no exame podem ter vantagens, se comparados aos demais candidatos. 

Outras dicas dos professores e psicólogos

– Faça uma leitura completa da prova com calma e interpretando cada questão antes de começar a resolvê-la. Esta prática pode beneficiar o candidato que identificar a melhor estratégia para resolução, priorizando as questões em que o mesmo possui maior conhecimento. Perder 5 minutos na leitura de uma questão pode significar 10 minutos adiante; 

– Pegar a prova e escrever as fórmulas não adianta; 

– Pular do início para o fim e vice-versa, a todo instante, também não resolve. A impressão de que resolver as questões de “traz para frente” é mais fácil também é lenda. Há uma lógica na elaboração das provas. Quase sempre as primeiras questões são mais rápidas, simples. A tendência é a evolução do raciocínio. No final, as questões são trabalhosas, porém mecânicas. Isso dá a sensação de que são mais fáceis. 

– Tentar tirar as dúvidas minutos antes da prova é comum, mas não é recomendável. O candidato não deve se preocupar com questões que parece não se lembrar e nem com conversas que possam tirar sua concentração. Fuja de pessoas pessimistas! 

– Participe dos simulados; eles são importantes no sentido de dar agilidade e condicionamento para as provas; 

– Chegue 30 minutos antes do início, não se esqueça de levar material adequado para a resolução da prova e os documentos exigidos; 

– Compareça às provas bem alimentado, coma comidas levas que garantam energia sem causar sonolência; 

– Leve água, barra de cereais ou chocolate para os locais de prova, para se manter bem alimentado e com vigor ao longo da jornada. 

Boa sorte! 

Por: Carlos Nazareth Motta Marins (Presidente da Comissão Permanente do Processo Seletivo do Inatel).

Veja também: