Menu fechado

MEC dá nota máxima para Medicina na Unifran

MEC dá nota máxima para Medicina na Unifran
 

FULL.jpgmatéria
publicada no jornal Comércio da Franca
 

O curso de Medicina da Unifran
(Universidade de Franca) teve o processo de avaliação concluído pelo MEC
(Ministério da Educação e Cultura) e recebeu nota máxima nos critérios anali
sados: organização didático pedagógica, corpo docente e instalações físicas.
Agora, falta apenas a publicação de uma portaria para que as inscrições sejam
abertas e o curso comece a funcionar no primeiro semestre de 2019.

Toda a parte técnica para os três primeiros anos do curso já está
estruturada e aprovada. A universidade depende apenas da edição de uma
portaria do ministro da Educação, Fernando Haddad, para abrir inscrições para
o vestibular.

O curso terá seis anos de duração e será em período integral, após os
quais, os alunos sairão formados como médicos generalistas (clínicos-gerais).
Um prédio novo, chamado de Bloco Ouro, foi construído para receber os futuros
médicos. A primeira turma terá apenas 60 vagas, mas a universidade estuda a
ampliação para 2019. No total, 36 professores já estão contratados como parte
do corpo docente que se dedicarão ao ensino e à pesquisa.

A parte prática, em laboratórios específicos, onde há contato direto com
pacientes, será realizada na Santa Casa de Misericórdia de Franca e nas
Unidades Básicas de Saúde, unidades do Programa Saúde da Família e nos
prontos-socorros do município. Para que isso seja possível, a Unifran assinou
convênios com o hospital e com a Secretaria Municipal de Saúde.

Aprovação

Desde 2019, a Unifran tenta trazer o curso de medicina para Franca. Foram
investidos R$ 2 milhões no processo de pré-instalação e todo o complexo
composto pelos demais cursos oferecidos pela universidade na área de saúde
também deve ser aproveitado pelos novos alunos. Entre os dias 17 e 20 de
agosto, uma comissão avaliadora (foto) visitou a instituição para conhecer sua
organização e a disposição física. Pelo laudo apresentado pelos técnicos do
ministério, a proposta do curso de medicina da Unifran “apresenta um perfil
muito bom de qualidade”.

Ainda de acordo com o relatório, três itens foram avaliados com notas que
poderiam variar entre um e cinco. A universidade de Franca recebeu nota quatro
em organização didático-pedagógica, nota cinco para o corpo docente e nota
máxima também para as instalações físicas, consideradas “plenamente
adequadas”. São oito salas de aula equipadas, oito salas de reuniões, sala dos
professores com seis computadores e laboratórios de habilidades clínicas. 

Fonte: Assessoria de Imprensa

Veja também: