Menu fechado

A cultura brasileira na República Velha

A CULTURA BRASILEIRA NA REPÚBLICA VELHA

 

1) Até 1922 a cultura brasileira esteve ainda presa aos padrões europeus e ao academismo.

2) Arquitetura : As fazendas do vale do Paraíba impões a arquitetura oficial: requinte nos acabamentos, cores mais sóbrias, pinturas nas paredes e forros, vidros coloridos, anforas e estatuetas.

3) Teatro : Após a primeira Guerra Mundial os temas são mais nacionais: valorização das virtudes campestres, sátira aos hábitos característicos da nossa organização social e política, valorização do Brasil como o melhor país do mundo, etc. Autores: Cláudio de Souza (Flores de Sombra), Gastão Tojeiro (Onde canta o Sábia) e Armando Gonzaga (Cala a Boca, Etelvina!!).

4) Cinema : Em 1896 é lançado no Brasil o Cinematografho (Irmãos Lumiére) com o nome de Omniographo numa sala da Rua do Ouvidor no Rio de Janeiro. Até 1922 são produzidos 60 filmes, a maioria com argumentos baseados na crônica policial. Em 1915, Paulo Benedetti lança o primeiro filme sonoro brasileiro e monta o primeiro laboratório profissional.

5) Música: Na música neoclassica as figuras mais importantes foram Alberto Nepomuceno e Francisco Braga. Em 1902 aparece o primeiro disco brasileiro. Em 1913 instala-se a Casa Edison no Rio de Janeiro. Na música popular ainda predominava a modinha, o maxixe, o charleston e o fox-trot. Em 1917/18 aparece o primeiro samba brasileiro gravado em disco: “Pelo Telefone”, em cujo rótulo foi classificado de marcha carnavalesca.

6) Artes Plásticas : Até 1922 predomínio dos modelos europeus. Logo após a primeira Guerra Mundial surge duas correntes: o Art Nouveau e o Nativismo. Este último foi uma campanha iniciada por Ricardo Severo e Lúcio Costa. Em 1913 dá-se a exposição de Lasar Segal e em 1917 a de Anita Malfatti duramente criticada por Monteiro Lobato. Em 1920, Victor Brecheret termina sua escultura “Monumento das Bandeiras”.

7) Semana da Arte Moderna de 1922 (SP) : Onde se apresentam:

a) escritores: Ronald de Carvalho, Mario de Andrade, Oswald de Andrade, Menotti del Picchia, Graça Aranha, etc.
b) música : Guiomar Novaes, Villa-Lobos, etc.
c) escultura: Victor Brecheret, Haarberg, etc.
d) pintura: Anita Malfatti, Di Cavalcanti, etc.

8) Após a Semana da Arte Moderna:

  • 1916: Manifesto de Gilberto Freyre
  • 1931: Primeira exposição dos Artistas Modernos
  • 1932: Clube dos Artes Modernos
  • pintura: Tarsilla do Amaral, Ismael Volpi, Candido Portinari. 

Veja também: