Menu fechado

Genética e Evolução

CÓDIGO GENÉTICO



Desde o tempo de Mendel sabia-se que o gene controla o aparecimento de um caráter biológico.

Gene ==> Caráter

Qualquer caráter é o resultado de uma atividade biológica. Tal atividade ocorre em nível celular sendo determinada por enzimas. Daí:

Gene ==> Enzina ==> Caráter

O gene é o DNA, enquanto que as enzimas são proteínas. Portanto:

DNA ==> Proteína

As proteínas são formadas por cadeia de aminoácidos. Existem ao todo 20 aminoácidos diferentes que entram na composição das proteínas. Estas diferem entre sí pelo número de aminoácidos, pela sequência e ainda pelo tipo de tais ácidos.

No DNA deve existir uma mensagem que é uma receita para a edificação de uma proteína. Tal mensagem é codificada.

De acôrdo com o modelo proposto por Watson Crick cada filamento de DNA é formado pela sequência de nucleótides, sendo cada nucleótide constituído por três moléculas: ácido fosfórico + desoxirribose + base nitrogenada.

As bases nitrogenadas, adenina (A), timina (T), citosina (C) e guanina (G) são os únicos constituintes que viram ao longo do filamento. Um código é um sistema de símbolos usado para traduzir informações de uma forma ou outra. No código genético os símbolos são quatro letras: A, T, C e G, correspondentes às quatro bases nitrogenadas. Temos um total de vinte aminoácidos que devem ser codificados e apenas quatro símbolos para cada código.

A mensagem é chamada CODON e cada codon é constituído por três letras, representando combinações de três nucleótides. Portanto ao longo da cadeia de DNA, cada terno representa um determinado aminoácido.

Vários codons diferentes podem codificar um mesmo aminoácido. Daí o código ser designado como degenerado.

Sendo o mesmo para qualquer ser vivo o código é UNIVERSAL.

Veja também: